Arquivo da tag: sentir

4 passos para manter a mente no presente

version en español

English version

Quando interagimos com nós mesmos e com tudo ao redor é importante sermos conscientes de agirmos mais e reagirmos menos. Hoje vamos focar nos pensamentos, o que passa por nossa mente em cada momento.

Em 2016 participei num treinamento para construir uma comunicação mais assertiva e a mensagem é bem clara, carregamos diversos filtros dos quais muitas vezes não estamos conscientes, nossos julgamentos e comparações baseados nas próprias crenças (que às vezes nos dá segurança porque outras pessoas também as compraram), e esses filtros fazem que nossa mente esteja sempre reagindo ao que vivemos em vez de estar presente (clique aqui para ler sobre decidirmos por convicção).

Muitas vezes ao conversarmos com alguém começamos a julgar o que diz, em nossa mente, seja de maneira positiva ou negativa, e já temos uma resposta pronta. Em alguns casos a pessoa nem sequer termina de falar e já respondemos (antes de esquecermos). E o mesmo fazemos continuamente em quase tudo o que fazemos. Cozinhamos pensando no horário, tomamos banho pensando em que roupa usar, etc., qualquer situação bagunça nossa mente quando não somos conscientes de trazê-la ao momento presente.

Hoje vamos seguir estes passos para trazer nossa mente ao “aquí e agora” e treiná-la para que aja a partir do momento, em vez de reagir a partir dos filtros:

  1. Escolhermos uma só ação para focar a atenção mental.
  2. Focarmos na pessoa e/o na ação que está acontecendo.
  3. Se aparecer um pensamento deixá-lo passar e voltar ao ponto de foco.
  4. Sentirmos, com todo nosso sistema perceptivo, o que estamos vivendo.

Na medida em que praticamos seguindo estes passos, nossa mente vai se acostumando com o novo padrão de comportamento e muda nosso estado de atenção e conexão com a vida. Compartilhe este post com quem possa precisar e escreva nos comentários sua história. Sua mente vive no futuro, no pasado ou no presente?

Com amor,
Ángel

version en español

English version

4 passos para expandir a consciência nutricional

version en español

English version
A vida toda temos estado acostumados a comer de uma maneira “herdada” por nossa família ou cultura. Em alguns casos sabemos o motivo, que pode, ou não, ser real e útil para nós mesmos.

A proposta que trago hoje é verificar como está nossa alimentação neste momento para que possamos entendê-la e transformá-la em nutrição.

Quando nos fazemos conscientes de que os alimentos têm macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipideos) e micronutrientes (vitaminas e minerais), começamos a entender a relavância que tem saber o quê consumimos.

O corpo precisa de vitaminas, minerais e água para funcionar corretamente. Esse é o objetivo da nutrição, dar ao corpo o que necessita através dos alimentos, que são a forma mais eficiente de aumentar a disponibilidade de macro e micronutrientes a cada uma de nossas células (clique aqui para ler o texto sobre nutrientes e regeneração celular).

É necessário conhecer o motivo pelo qual levamos determinada dieta, e quando falo de dieta falo de hábitos alimentares (ou nutricionais) que temos, pois, só assim, identificaremos a necessidade de transformar hábitos que podem trazer o estado de equilíbrio e de alta energía a nosso corpo (clique aqui para ler o texto sobre mais energia através dos carboidratos).

Os passos a seguir nos conectam com nossa própria consciência. Lembremos que cada alimento reage diferente em cada corpo, por isso é importante que aprendamos a entender os sinais de nosso próprio corpo. Na medida em que nos conhecemos melhor temos melhores resultados através da alimentação. A proposta é:

  1. Consumir mais alimentos naturais que processados. Os alimentos naturais contêm maior quantidade de micronutrientes e estes, por sua vez, são melhor absorvidos pelo organismo.
  2. Consumir alimentos sem misturá-los para determinar se seu consumo está sendo benéfico para o corpo.
  3. Consumir a maior parte de alimentos antes do meio dia, jantar pouco e, pelo menos, 3 horas antes de ir dormir.
  4. Consumir líquidos e sólidos com, pelo menos, 1 hora de diferença.

Fica o convite para fazer o teste, enviar este artigo a quem puder interessar e compartilhar os próprios resultados aquí no blog para motivar outras pessoas através do exemplo.

Tenho seguido estes passos continuamente para manter meu corpo mais saudável, em meu caso sinto que aumenta minha energía, a qualidade do sono e a velocidade de meu processo digestivo. Se já fez isto, o quê tem sentido ao mudar estes hábitos? (clique aqui para ler o artigo sobre energia e nutrientes através das gorduras saudáveis)

Com amor,
Ángel

version en español

English version