Arquivo da tag: paz

Regeneração Celular Integrada

version en españolEnglish version

Nosso nível de paz estabelece o nível de regeneração celular em nosso corpo. Os momentos de relaxamento são necessários para criarem um ambiente apropriado para que as células funcionem da maneira apropriada para manterem nosso corpo em estado de regeneração.

Os processos energéticos que acontecem em nosso corpo são influenciados pela forma em que nos integramos com a realidade, quando somos conscientes de mantermos nossa mente em estado receptivo e desde nossa paz decidimos integrar a informação exterior recebida, expressamos nossa essência com o propósito de fortalecermos o ambiente de regeneração em nosso corpo e em nossa sociedade.

Confiando em nós mesmos para construirmos desde nossa paz, entendemos que nossa verdade nos conecta com o momento presente de nossa sociedade e nos leva a criar formas diferentes de nos relacionarmos com nós mesmos e com tudo e todos ao redor.

Nossas células respondem a nosso estado pessoal e a cada decisão que tomamos, depende de nós reconhecermos nosso estado de paz e tomarmos cada decisão só se está alinhada com ele, para potencializarmos nossa própria regeneração celular.

version en españolEnglish version

Ressoa?

version en españolEnglish version

A paz é um sentimento do que podemos estar conscientes. Sempre está dentro de nós e, quando o percebemos, podemos tomar decisões que realmente ressoam com ele em nosso presente.

Assim como a paz vibra e ressoa com determinadas pessoas, ambientes e situações, nossos pensamentos e emoções também fazem isso, portanto é essencial percebermos a que estamos dando prioridade em nossa vida.

Nossa paz pode ser construída e mantida, de maneira consciente, decidindo sempre pensarmos, sentirmos, dizermos e fazermos o que ressoa com ela no presente. Nossa coerência pessoal fortalece nossa paz.

Que sentimos quando pensamos em paz? Esta resposta é o norte de nossas decisões para construirmos nossa paz interior e projetarmos ela em nossa realidade.

version en españolEnglish version

Paz Total

version en españolEnglish version

Conversando com diferentes pessoas, tenho percebido uma confusão entre o conceito de paz e felicidade, antes de refletirem sobre os verdadeiros significados expressam que sentem paz porque são felizes, mas isso na realidade é apenas paz mental.

Por definição, felicidade é um estado de espírito de quem se encontra alegre ou satisfeito. A questão aqui é que o que nos faz estar felizes depende de nossa construção mental, se decidimos perceber apenas o positivo deixamos o negativo de lado, mesmo que isso seja na realidade o que ressoa com nossa própria paz. De acordo com esta definição, encontramos paz mental em nossa felicidade construída.

Por outro lado temos a definição de paz que é a ausência de conflitos ou inquietações pessoais.

Quando permitimos que nossa mente perceba o que sentimos, pensamos, dizemos e fazemos, percebemos o nível de coerência e paz que há dentro de nós. Isto é uma construção que começa dentro e se projeta fora.

Decidindo desde nossa paz entendemos a importância de nutrirmos novas construções que a projetem. Nossa mente pode necessitar ajustes para poder voltar a seu estado de paz, só que agora alinhado a nosso verdadeiro sentimento de paz.

version en españolEnglish version

Intenção Consciente de Paz

version en españolEnglish version

Nossa vida é uma manifestação de nossa programação mental e de nossa paz. Quando expressamos algo desde as emoções positivas ou negativas nossa mente se ativa para justificar o que fazemos e dizemos independente da percepção social sobre isso.

Quando entendemos que as emoções existem porque as alimentamos desde nosso modelo mental, que pode ou não estar alinhado com nossa paz, fica claro que podemos integrar as emoções dentro de nós, para percebê-las e identificarmos o que podemos alinhar de nosso mundo mental, de maneira consciente, a nossa paz integral.

Cada emoção é expressada automáticamente pelo impulso do momento, ao integrarmos nossas emoções construímos conscientemente nosso sentimento de paz, desta maneira o potencializamos e aprendemos a agir de acordo com o momento presente desde nossa certeza de paz.

Para integrarmos nossas emoções, além dos nomes que temos dado a elas, é essencial senti-las. Podemos fazer isto deitados lembrando-nos de tudo o que temos vivido, tanto o que consideramos positivo como o que consideramos negativo, percebendo as sensações que temos no corpo e deixando que fluam até nosso coração para transformá-las em entendimento sobre nossa paz.

Este processo se potencializa focando nossos pensamentos, sentimentos, palavras e ações, e desde a intenção de assumirmos a responsabilidade pela maneira em que expressamos nossa essência e de integrarmos nossas emoções para encontrar as maneiras autênticas em que expressamos nossa paz.

version en españolEnglish version

Modelo de Paz

version en españolEnglish version

Quando focamos na integridade, entendemos que somos mais do que pensamos, e é a partir daí que podemos aprender, através de nossa própria experiência, a agirmos integrando tudo o que pensamos, sentimos e expressamos, para construirmos nossa paz.

Este processo requer percebermos nossos pensamentos, as sensações em nosso corpo, nossas palavras e nossos atos como fluem, integrá-los com aceitação, como uma forma de expressão aprendida para viver num mundo de conflito da maneira mais apropriada para nós, e canalizarmos todos eles para nos expressarmos com a intenção de viver num mundo de paz.

Nós estamos prontos para algo quando temos ajustado nosso mundo mental, sentimental e expressivo, portanto, para vivermos em paz, todos nossos mundos devem estar alinhados com nosso desejo de paz.

version en españolEnglish version

Contribuição Social

version en españolEnglish version

Como indivíduos sociais podemos decidir agir alinhados com uma construção coerente da paz.

A paz na sociedade é o reflexo da paz interior, isto vai além do mundo mental com o que nos identificamos, é a verdadeira conexão com o que sentimos paz, o que pensamos, sentimos, dizemos e fazemos desde nossa própria paz.

Isto se trata de nos comprometermos a construir sempre desde nossa paz, de maneira consciente, e a partir daí construirmos diferentes maneiras de expressarmos nossa paz.

Tudo o que pensamos, sentimos, dizemos e fazemos tem um impacto na sociedade, podemos percebê-lo nas situações que chegam a nossa vida, portanto, sentirmos o que é paz para nós e alinharmos nossa mente e expressão a esse desejo nos levam a impactar com uma intenção consciente, cujo resultado podemos perceber também em nossa experiência.

Contribuirmos na sociedade é entendermos que cada uma das decisões que tomamos tem um impacto nela e que quanto mais integridade há na intenção de nossa contribuição, mais integridade há na construção social.

version en españolEnglish version

Integridade

version en español
English version


Além dos modelos existentes, com os que nos identificamos tentando encaixar na sociedade, está nossa integridade. Para experimentarmos a integridade em nossa vida, é essencial ampliarmos nossa percepção sobre alguns assuntos, pois só assim podemos aceitar-nos como realmente somos e construir desde nossa paz.

Nossa mente abraça o que achamos bom e rejeita o que achamos ruim. Isto é diferente para cada um de nós, por exemplo, podemos ter nascido numa família que consideramos boa e nos apegamos a ela e outros numa família que consideram ruim e a rejeitam, inclusive há filhos dos mesmos pais que se apegam ou rejeitam desde sua própria percepção e sua busca de aprovação externa.

Quanto mais nos conhecemos, melhor entendemos o papel de nossa mente. O que num momento consideramos bom e nos gera apego, em outro momento podemos considerá-lo ruim e rejeitá-lo, portanto, a única identidade verdadeira vem da aceitação de tudo o que somos para podermos decidir desde nosso verdadeiro desejo de paz no presente.

Para vivermos desde a integridade, nossa mente deve estar receptiva para entendermos o que acontece como é e a partir do sentimento de paz decidirmos a maneira mais apropriada de agirmos no presente. Isto quer dizer que aceitamos tudo o que consideramos bom e ruim em nós e o integramos da maneira mais apropriada no contexto em que estamos.

Nossa vida pode ser percebida como um todo, quando decidimos ser transparentes, coerentes com nossa paz e respeitosos com nosso espaço e recursos em todos os níveis, construimos tudo a partir daí, essa é a base de nossa autoconfiança e da construção integrada de nossa própria experiência.
version en español
English version

ENERGIZAR: Construção Presente

Sempre é tempo de ampliarmos nossa percepção e conhecermos mais sobre nossos próprios processos energéticos, pois só quem conhece sua própria energia pode tomar as decisões mais apropriadas para construir desde sua paz interior.

Tenho escrito este livro durante meu próprio processo de identificação daquilo que me energiza no presente e que, consequentemente, me leva a investir minha energia da maneira mais apropriada possível desde meu propósito de contribuir como indivíduo social desde minha paz.

Nas quase 20 páginas, encontramos informação que podemos integrar para nos fazermos mais conscientes do uso de nossa própria energia desde nossas emoções até nossa nutrição.

Lembrando de que cada uma de nossas decisões constrói nosso destino, entendemos a importância de tomarmos decisões alinhadas à nossa paz, pois é desse jeito que entre todos construimos a paz mundial que queremos. Energia, nutriçao, respiraçao, decisões, tomada de decisões, investimentos, indivíduos sociais, paz, conhecimento, emoções, presença

Experiência Potencializadora

Todos temos talentos pessoais que precisam ser integrados à maneira em que nos relacionamos com o mundo, pois só assim conseguimos obter resultados diferentes em nossos empreendimentos. Para criarmos novas formas de contribuirmos para a construção de uma sociedade em paz, devemos começar a identificar aquilo que potencializa nossa paz interior, pois ao fazermos isso, nossa percepção de sucesso e das bases para nossa construção mudam. Negócios sustentáveis, transparentes e coerentes são o resultado de pessoas que investem em sua própria transparência e coerência desde a integridade de sua essência. A maneira em que nos relacionamos com
tudo e todos ao nosso redor é o reflexo de nosso relacionamento com
nós mesmos . Na medida em que ganhamos experiência em conectarmos com nossa paz no presente, percebemos que nossas habilidades e nossa forma de contribuir a partir delas se potencializa, pois começamos a transformar o entretenimento em recriação e aprendemos da unicidade de cada momento.

Mente Pacífica

A forma em que experimentamos nossa vida está em nossa mente. Quando damos atenção a cada pensamento em nossa mente, entendemos os motivos pelos quais vivemos desse jeito. Quanto mais pensamos em algo, mesmo gostando ou não, mais disso é manifestado em nossa vida, mas, e se focarmos nossa mente na construção da paz?

Uma mente pacífica está sempre presente para perceber tudo como é. Entende que podemos aprender no nosso próprio ritmo nos expressando alinhados com nossa paz no presente.

Percebendo nossa mente, a conhecemos e aprendemos a lidar com ela de acordo com nosso momento presente e o que é apropriado para processarmos, estamos abertos para criarmos nossa maneira pessoal de integrá-la a nossa experiência. Estas ações são essenciais para uma mente pacífica:
  1. Concentrarmos nossa mente em nossa respiração.
  2. Escutarmos a todos.
  3. Ativarmos nossa mente no modo percepção.


Mudarmos para a realidade de aprendizado infinito é essencial para alinharmos nossa mente ao nosso propósito de paz. Uma mente que entende que somos únicos como parte de tudo, se alinha a si própria ao que é realmente apropriado para contribuir através do aprendizado.