Arquivo da tag: harmonia da energia

Construindo solidamente, integrando nossa essência

version en español English version

Para mim, tem sido uma ótima descoberta perceber que nem tudo o que parece “bom” realmente vem do coração ou é o mais apropriado para mim. Durante a nossa vida, temos nos acostumado a fazermos julgamentos sobre tudo o que percebemos e, geralmente, dizemos que alguém tem um bom coração porque, aparentemente, ajuda ao mundo, às pessoas ou aos animais desinteressadamente, o que se tornou moda também no que diz respeito às empresas, então, quando alguém quer ter um destaque, para ser percebido como alguém de bom coração, faz a caridade de maneira “desinteressada”, mas, isso realmente vem do coração ou é algo construído pela mente a partir dos julgamentos que estão na sociedade?

Todos nascemos com o potencial de sermos o que queremos, desde a pessoa mais ruim à mais boa (desde qualquer percepção da sociedade), tudo depende de para onde vamos direcionar nossa energia (pensamentos, sentimentos e expressão), para qualquer lado que escolhermos, nossa mente se enche de razões para justificar que o que fazemos é certo e outros devem nos seguir porque estão errados, mas na realidade cada um de nós está en seu caminho apropriado para aprender, de algum jeito, o que precisa. Nós existimos para aprendermos constantemente, quando não o fazemos, sofremos, mas, e se decidirmos aprender com nós mesmos de agora em diante?

Para construirmos algo con bases sólidas é necessário começarmos pelo autoconhecimento, quando focamos nossa energia em algo do qual não gostamos ou para o que não somos bons, em algum momento o que temos construído se destrói, pois só a confiança real em nós mesmos, em nossas capacidades e em nossos talentos, nos leva a tomar decisões mais assertivas e a construirmos desde nossa própria base. Vejamos alguns pontos importantes para construirmos com solidez:

  1. DESEJOS: Ao longo de nossa vida criamos muitos desejos que vêm da mente, de nosso apego ao material e às pessoas, de nos compararmos com os outros. Tudo isso nos leva a canalizar a energia onde nos dizem que podemos ter melhores resultados, muitas vezes sem nos importarmos com nós mesmos ou com os outros, às vezes até ignorando as próprias leis, e aí vamos desperdiçando nossa vida no que acreditamos que necessitamos para sermos felices. É importante que nos lembremos de que a plenitude está no momento presente, e que o desejo do coração (clique aqui para ler sobre nos conectarmos com nosso coração) nos leva a agir aqui e agora, dando passos firmes e seguros para construirmos a partir de nossos talentos e dons integrados, nós devemos ser os donos de nossos próprios desejos e ir aprendendo a dar-lhes forma a cada minuto, com cada pensamento, com cada sentimento, com cada palavra, com cada ação, com cada gesto. Nossos desejos nunca são grandes ou pequenos demais, por isso é importante que aprendamos a viver de maneira mais autêntica, a amar e integrar o que somos.

  2. COERÊNCIA: Desde nosso relacionamento com nós mesmos, passando pelo relacionamento que temos com nossa família e com o ambiente em que vivemos, é importante que estejamos cientes do que precisamos para nos relacionarmos com respeito e transparência (clique aquí para ler sobre transparência). Pratiquemos a coerência entre o que nós mesmos pensamos, sentimos e expressamos, para que possamos realmente ser coerentes e trazer essa energia completamente para todas as áreas da nossa vida que são realmente uma prioridade para nós.

  3. AJUDA: Na realidade ninguém precisa de ajuda (clique aqui para ler sobre audar vs. contribuir), do que precisamos é de assistência no que não somos especialistas para podermos construir. Ao nos dedicarmos a “ajudar” pessoas que acreditamos que precisam, porque nos pedem ou porque acreditamos que elas precisam, não estamos dando assistência para construirem, mas dando o que querem para permanecerem em sua zona de conforto, portanto é essencial aprendermos a nos conhecer melhor e a nos conectar com o coração para podermos contribuir com o que está alinhado com quem realmente somos e o que podemos dar.

Comecemos a nos conectar mais amorosamente com nós mesmos, quanto mais nos aceitamos mais assertivas são nossas decisões, evitemos julgar o que parece bom ou ruim e deixemos o coração nos levar pelo caminho da nossa tranquilidade, sempre respeitando tudo e todos a nossa volta (clique aqui para ler sobre a harmonia da energia). Para termos um mundo mais consciente e transparente, não precisamos ser os melhores, apenas precisamos ser a versão mais íntegra de nós mesmos.

.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en español English version

Entendendo as Polaridades como Experiência Pessoal

version en españolEnglish version

Neste planeta experimentamos várias coisas, dentre elas as polaridades. Percebemos pessoas e situações diferentes que nos fazem pensar que nós não podemos ser de uma maneira ou de outra, mas, é sério ou é apenas uma história que nos contamos para nos sentirmos melhor com nós mesmos no contexto social no que estamos que nos indica un caminho específico?

Para continuar, é necessário que nos respondamos as seguintes perguntas:

  1. Somos tão bons ou ruins como pensamos?
  2. Alguma vez temos desejado o mal ou o bem a alguém?
  3. Temos sido às vezes preguiçosos e às vezes trabalhadores?
  4. Temos nos sentido às vezes tristes e às vezes felizes?

Ao respondermos estas perguntas, percebemos que, ao longo de nossa vida, temos usado as polaridades como recursos, o que nos faz humanos, pois ser bom ou ruim é apenas um ponto de vista no contexto em que vivemos, e entendermos isto é essencial para ajustarmos nossa personalidade a cada momento de nossa vida.

Entre cada polaridade podemos ter diferentes graus, agora um poco mais, depois um pouco menos, e às vezes ate chegamos aos extremos. Às vezes insistimos em dizer que somos de uma determinada maneira, mas, na verdade, desde que nascemos temos transformado, em algum grau, cada uma das polaridades existentes, para nos adaptarmos ao meio em que vivemos da maneira mais harmoniosa possível. Podemos ter passado de momentos de mais sorrisos a outros de mais seriedade, de vicios a abstinências, de relacionamentos limitados a livres, de comermos qualquer coisa por fome a sermos rígidos com a nutrição, etc.

Todo momento de nossa vida tem uma mudança, seja por ação ou reação, e depende de nós reconhecer isso para podermos usá-lo de uma maneira mais assertiva. Por exemplo, se cada vez que alguém não faz o que queremos, nossa reação é gritar, ao percebermos que também existe a raiva em nós podemos buscar um jeito diferente de canalizá-la, neste caso podemos reflexionar sobre o motivo pelo qual temos essa expectativa e buscar uma forma alternativa de fazermos as coisas para a próxima vez.

Quando entendemos que depende de uma decisão pessoal ajustarmos o grau de polaridade em cada momento de nossa vida, percebemos que a mudança é constante e que todos podemos aprender a fazê-lo de um jeito mais consciente e construtivo, entendendo o que há por trás de cada uma de nossas reações.

Cada um de nós usa os recursos que possui de acordo a seu contexto cultural e familiar, sejamos mais compreensivos e compartilhemos outras perspectivas, pois apenas cada um de nós pode conectar-se com a medida apropriada das polaridades em nossa vida, seguindo nosso coração, através da integridade (clique aqui para ler sobre conectarmos com nosso coração).

Lembremos-nos de que ao tendermos para uma polaridade estamos alimentando o outro extremo, existe um por causa do outro para criar harmonia, e que ao tendermos para a neutralidade a construção é mais sólida, pois a energia se integra e se potencializa através do estado de fluxo.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Artigos PEAhttps://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en españolEnglish version

Harmonia da Energia no Contexto

version en españolEnglish version

Tudo é energia. Com esta frase se torna mais fácil entendermos como funciona nossa criação como indivíduos sociais. Em tempos de competitividade em esportes, política, opiniões, etc., percebemos que nenhum dos dois extremos está correto ou errado, cada parte tem pontos importantes que debemos considerar para construirmos de maneira sólida com um mesmo propósito: focarmos nossa energia (atenção, pensamentos, palavras, ações, sentimentos) em construirmos uma sociedade íntegra, em que a meritocracia consciente e a contribuição sejam a base (clique aqui para ler sobre ajuda e contribuição)

Segundo o dicionário Aurélio, harmonía é proporção e coerência. A partir desta definição podemos perceber que o motivo para que exista um extremo é seu oposto (clique aqui para ler sobre polaridades), daí vem a importância de construirmos o mais próximo possível da neutralidade. Como fazemos issso? Simples, podemos pôr em prática os seguintes pontos em nossa própria experiência:

  1. Descobrirmos nossos talentos: todos nascemos com algum talento, é o que fazemos bem naturalmente e nos mantém em estado de fluxo, tranquilos e criando.
  2. Desenvolvermos e contextualizarmos nossos talentos: quando temos descoberto nossos talentos, é necessário desenvolvê-los e integrá-los ao contexto social em que estamos, continuando alinhados ao nosso propósito comum.
  3. Contribuirmos: na medida em que nos especializamos, entendemos que é essencial contribuirmos com nossa intenção, pois cada pensamento, sentimento, palavra e ação, focados no propósito comum nos permite construir de maneira eficiente e sustentável.
  4. Permitirmos que a comunicação flua: com um propósito em comum, a comunicação focada em ampliarmos perspectivas deve fluir para integrar conscientemente as possibilidades mais apropriadas para o momento.
  5. Flexibilizarmos: todo propósito deve ser ajustado, pois todos estamos en constante transformação, então, na medida em que nos tornamos mais conscientes percebemos que é necessário que sejamos flexíveis para integrarmos novos elementos e até descartarmos o que seja desnecessário para nosso propósito.

Que nossas palavras sejam para construirmos e sugerirmos a partir de nossa própria sabedoria (conhecimiento e experiência), que nossos talentos estejam ao serviço de tudo o que existe, que assumamos a responsabilidade por nossa própria energia e confiemos em que todos estamos comprometidos de coração com a integridade, a transparência, o respeito e a coerência (clique aqui para ler sobre nossa coerência).

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Artigos PEA: https://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedin: www.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagram: https://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebook: https://www.facebook.com/empowered.angel0/

English versionversion en español