Arquivo da tag: habitos

História de um Ser…

version en español

English version

Hoje te conto a história de um ser em estado alterado que vivía no alto de uma colina e cantava odes ao vento. Acalmava seu ser o intenso entendimento de que é sua expressão que o enche de amor. Já entendida a matéria, percebeu que quando o fazia, circulava sua energia e o punha em estado de alegria e plenitude.

Este é o relato de uma dinâmica fácil e prática, de como nos transformamos revivendo os momentos motivacionais simples, que sempre temos carregado em nosso coração. Quando fazemos o que nos nasce, do coração, elevamos nossa frequencia vibratória de paz, entramos em um estado de fluxo e reconexão com nós mesmos e tudo o que existe ao redor.

Fazendo coisas simples como cantar, rir, cozinhar, compartilhar, ler, escrever, ou qualquer outra coisa que façamos com amor, conseguimos sentir novas dimensões das mesmas situações e perceber novos aspectos das mesmas pessoas. É maravilhoso perceber como simples ações inclusivas podem expandir nossa percepção e ensinar-nos que sempre há outras maneiras de canalizarmos a energia, como direcionando-a para construirmos hábitos que nos façam sentir-nos mais conectados com tudo e todos ao nosso redor.

Façamos uma lista de tudo o que nos afaste de estarmos tranquilos e outra de tudo o que nos gera paz. Tornemos hábitos diários todos os que nos conectem com a fluidez do momento presente e comecemos a exercitar a expressão desde nosso coração (integridade, coerência, transparência e respeito) (clique aqui para ler sobre empoderarmos hábitos).

Com amor,
Ángel

version en español

English version

Sublimação de Nossa Experiência 1: Definição e Contextualização

version en español

English version

Hoje, enquanto tomava meu suco bomba de nutrientes, reflexionava sobre o fato de sentir-me em éxtase quando o consumo, e não é só porque seu gosto me produz prazer, mas porque tudo o que representa no nível nutricional e energético, para mim, o faz ser uma das coisas sagradas em minha vida. Tenho percebido que nós mesmos podemos construir sentimentos sublimes sobre coisas que parecem simples e às quais normalmente no lhes damos muita importância, é questão de vivermos o momento plenamente e ampliarmos nossa consciência sobre nós mesmos. Isto se conhece como SUBLIMAÇÃO, que, segundo a definición, é engrandecer, exaltar, elevar a un grau superior.

Durante nossa vida, quase sempre de maneira inconsciente, temos sublimado várias coisas, algumas destrutivas, conectando-as com a maneira em que nos sentíamos no nível emocional e mental em determinado momento, e também temos relacionado aspectos, que podem ser construtivos para nós, com momentos negativos no nível emocional e mental. Quando começamos a reparar nisso, descobrimos a origem de muitos de nossos vícios à comida, ao cigarro, à emoção, ao jogo, às pessoas, ao sexo, às drogas, à bebida, etc., e descobrimos que podemos conectar, de maneira consciente, hábitos mais constructivos, através do sentimento de amor por nós mesmos.

Cada ação traz consequências, sejam a curto ou longo prazo, é por isto que é importante que comecemos a escolhermos de maneira mais consciente e assertiva as decisões que queremos tomar para impactar nossa vida, nossa saúde, níveis de energia, relacionamentos com nós mesmos e com os outros, etc., de forma construtiva. Por este motivo, esta semana focaremos em conhecer maneiras simples de sublimarmos diversas áreas de nossa vida, desde os mínimos detalhes.

A reflexão que fica para hoje é: O que temos sublimado que é destrutivo para nós?

Um abraço,
Ángel

version en español

English version

Hábitos Construtivos: 2 passos para analisarmos e empoderarmos hábitos

version en español

English version

Nestes dias têm surgido muitas conversas relacionadas aos hábitos, que podemos perceber como a maneira de representarmos nossa disciplina. Muitas vezes pensamos que não somos disciplinados porque no conseguimos fazer o que pensamos que seria mais construtivo para nós, mas a verdade é que somos disciplinados com nossos hábitos destrutivos e, fora disso, temos um apego emocional a eles que necessitamos soltar quando realmente queremos transformar nossa vida.

A questão não é que sejamos disciplinados, mas que sejamos livres para sermos o mais apropriado para nós mesmos, de acordo ao que vivemos.

Quando avaliamos a causa de nossos hábitos destrutivos, normalmente encontramos ideias baseadas em crenças ou uma canalização inconsciente de nossa própria energia. Já os hábitos construtivos geralmente têm um propósito dentro de nossa experiencia, e se encaixam em nossa vida porque nos fazem nos conectarmos com nosso estado de fluxo (níveis constantes de energía fluida, tranquilidade, reconexão com nós mesmos, saúde, etc.).

Vendo as coisas desta maneira, podemos aplicar estes dois passos para identificarmos e substituirmos os hábitos que não têm propósito constructivo en nossa vida neste momento:

  1. Escolhamos un hábito e perguntemo-nos: Para que fazemos isso?, por que o fazemos?, quanto tempo lhe dedicamos a este hábito durante o dia?, tem um propósito construtivo para nós e quem está ao nosso redor?
  2. Se a resposta á última pergunta é NÃO, podemos continuar. Agora preguntemo-nos de novo: O que poderíamos fazer nesse tempo que investimos no hábito destrutivo?, há algum hábito construtivo que queremos incluir em nossa vida?, podemos construir algo diferente durante esse tempo?

Lembremo-nos de que hábitos são todas as reações, ou ações, que manifestamos repetidamente em nossa vida como querermos ter a razão, procurarmos a aprovação dos outros através do que pensam ou dizem sobre nós, comer para matar a fome, nos justificarmos por tudo, continuarmos conflitos, etc. Tudo pode ser transformado quando analisamos com amor o que realmente nos constrói. Cada hábito construtivo que integramos, nos tira de um círculo vicioso e nos abre a uma espiral de evolução a partir do autoconhecimento.

Com amor,
Ángel

version en español

English version