Arquivo da tag: estado de fluxo

Manifestando a Verdade de Nosso Coração

version en español English version

Na medida em que crescemos e nos conhecemos com mais profundidade através de nossas decisões e experiências, conseguimos identificar aquilo que nos mantém em nossa paz e o que nos tira dela, seja positiva ou negativamente. Este processo de autoconhecimento e autoanálise é essencial para aprendermos a identificar a verdade de nosso coração e a “verdade” que vem de nosso sistema de crenças (que tem construído nosso mundo emocional de maneira inconsciente, e muitas vezes bastante desalinhado de nosso coração, principalmente pela crença da separação).

Assim como podemos conectar-nos com o que nossa mente acredita que é nossa realidade (pertencer a extremos para segregar pelo desejo de competir e comparar), podemos conectar-nos com a sabedoria integral de nosso coração, aquela que nos leva a agir desde nossa paz para aprendermos de maneira objetiva sobre nossa experiência desde nossa percepção pessoal, desde a integridade, alinhada ao contexto, colocando nossa mente à sua disposição, para construirmos desde a autenticidade em unidade, e efetivamente contribuirmos.

Para manifestarmos a verdade de nosso coração é essencial que nos conectemos conscientemente com nosso sistema perceptivo, aqui compartilho estas simples ações que podemos integrar para entender que nossa vida depende menos das opiniões pessoais (de nós e dos outros) quando a vivemos desde a transparência, o respeito, a integridade e a coerência:

  1. FLUIRMOS COM CONSCIÊNCIA: para fluirmos com consciência é necessário que instalemos a crença de agirmos desde a integridade, a coerência, o respeito e a transparência, pois dessa maneira sintonizamos nossa mente com a frequência vibratória do coração. Tendo esta crença, que potencializa nosso coração desde a mente, necessitamos perceber os sinais que recebemos através de nosso sistema perceptivo e ir fluindo onde sentimos verdadeira paz (se temos muitas opções, é necessário aumentarmos nossa afinação com o coração, para isto há um exercício que tem sido útil para mim [clique aqui para aprender o exercício de integração de emoções], pois integra as vibrações de emoções e pensamentos, que geram distração em qualquer extremo, para voltarmos a nosso centro).

  2. AJUSTARMOS NOSSA COERÊNCIA: nosso coração sabe que tudo o externo é um reflexo do interno, que nos mostra se é necessário fazermos um ajuste ou se estamos no caminho apropriado para nós, por isto, para potencializarmos a sabedoria de nosso coração através da mente, devemos instalar a crença de que tudo o que julgamos, u opinamos, positiva ou negativamente, é um reflexo de nós que nos permite aprender e ajustar nossa vibração desde nossa experiência pessoal. Por exemplo, queremos paz e responsabilizamos tudo ao redor porque ela não se manifesta, mas estamos cheios de conflitos internos, portanto, a ausência de conflitos externamente só se manifesta quando temos encontrado nossa paz interna, que é aceitarmos e integrarmos tudo o que realmente somos ao contexto social em que estamos, como agentes construtores, parte do todo. Aqui podemos integrar de novo o exercício do ponto anterior para entendermos desde nossa paz o que precisamos ajustar em nossos pensamentos, sentimentos e expressão (clique aqui para ler sobre nossa coerência).

  3. ALINHARMOS NOSSA EXPRESSÃO: para alinharmos nossa expressão à frequência vibratória do coração é necessário exercitarmos maneiras diferentes de nos expressarmos, escutarmos com total presença, comunicarmos apenas o que temos certeza de que contribui à construção externa de nossa paz interior, no momento presente, focarmos nossa atenção em conhecermos a nós mesmos e fazermos o mais apropriado desde nossos talentos e habilidades pessoais. Instalarmos a crença de que nossos pensamentos, sentimentos e palavras são poderosos, nos permite perceber a importância de alinhá-los desde um propósito que permea todas as áreas de nossa vida, para potencializar o desejo de nosso coração com toda a intenção.

  4. EXERCITARMOS A AUTENTICIDADE EM UNIDADE: esta é a crença mais importante de todas, pois fortalece nosso discernimento para encontrarmos a medida apropriada de tudo em nossa vida, prepara nossa mente para perceber a conexão entre todo e todos, para construirmos o respeito desde nossos hábitos, para relembrar que todas nossas decisões têm um impacto no sistema, no todo. Expressando quem realmente somos, as barreiras existentes começam a cair, e só o verdadeiramente essencial para nossa vida se mantém e revela seu perfeito propósito em nossa existência (clique aqui para ler sobre conexão com a neutralidade).

A verdade de nosso coração se expressa normalmente em certo grau de inconsciência misturado com nossos modelos mentais e emoções, depende de nós potencializá-la desde nossa mente e estar conscientes de agirmos fomentando a integração em todas as áreas de nossa vida, pois desta maneira expandimos esse modelo à sociedade, através de nosso exemplo, e criamos maneiras mais conectivas de nos relacionarmos como indivíduos sociais.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Artigos PEAhttps://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en español English version

O Caminho se Faz Mais Curto Quando Temos Conhecimento

version en españolEnglish version

A impotência é algo que todos temos vivido alguma vez na vida, a questão é, que temos feito ao senti-la? Sempre temos opções, algumas vezes temos nos congelado ao não sabermos o que fazer, mas outras, talvez, decidimos aprender um pouco mais sobre a situação para entendermos a maneira de fazermos algo diferente, pode ser desde algo simples como abrirmos uma garrafa até algo mais complexo como os relacionamentos pessoais, a verdade é que cada vez que adquirimos mais conhecimento, e o integramos à nossa realidade, mais curto se faz o caminho para conseguir o que nos propomos.

Para construirmos uma cultura que dê valor à importância do conhecimento e da experiência, precisamos entender que todas as situações “milagrosas” (que prometem dinhero, sanação, etc.) sem a mudança de hábitos, e de maneira “confortável” e rápida, são um engano a longo prazo, pois pode ser que o que se deseja aparentemente se consiga, mas pode se tornar um problema de novo com o tempo. Se hoje temos determinada condição física, econômica ou de relacionamentos, é porque nossas próprias decisões têm nos levado a elas, se resolvermos tudo mágicamente e continuarmos com a mesma mentalidade, o mesmo nível de conhecimento e tomando o mesmo tipo de decisões, o mais provável é que essas condições apareçam de novo, e o fazem para ensinar-nos a entendermos que o conhecimento é essencial para nosso desenvolvimento e para que avaliemos a maneira em que nos comportamos, podemos considerá-la correta, mas a vida nos mostra o contrário.

Para entendermos e integrarmos a ideia de adquirirmos conhecimento, e aplicá-lo à nossa experiência, vejamos alguns indicadores de que estamos aprendendo a agilizarmos nossos próprios processos através desse aprendizado:

  1. ESTADO DE FLUXO: Permanecemos neste estado enquanto fazemos tudo de coração, cada situação que se apresenta podemos usá-la como uma lição para transformarmos o que estamos fazendo, seja ajustando o rumo ou aprendendo algo que nos permita expandir nossas atividades. Por exemplo, no ambiente de trabalho, fluindo em nossas tarefas, podemos encontrar novas ferramentas para agilizarmos o processo e transmiti-las a nossos colegas. Nos relacionamentos alguma situação, ou conversa, pode levar a conhecermos melhor à outra pessoa para melhorarmos a dinâmica da vida a dois. Sempre é possível aprendermos, basta querermos (clique aqui para ler sobre conexão com o coração).

  2. INTEGRAÇÃO: Se percebermos com atenção, há muita informação que chega a nós durante o dia, e grande parte dela pode ser muito valiosa para nossos próprios processos, mas para isto necessita ser integrada. Sempre que encontramos informação, seja qual for a fonte ou o assunto, podemos nos questionarmos sobre como isso se encaixa no que estamos vivendo no momento presente. Na medida em que vamos conectando-nos mais com a informação que recebemos e exercitamos a integração, agilizamos nossos processos e conseguimos transmitir de maneira mais fácil nossas contribuiçõesTodos somos mestres e alunos (clique aqui para ler sobre Empoderamento Pessoal).

Tudo tem seu tempo, então quanto mais presentes estivermos (clique aqui para ler sobre mantermos a mente no presente) mais fácil é integrarmos o que necessitamos para construirmos, pois está o tempo todo no que vivemos, no que percebemos, no que criamos. O momento perfeito é agora, umas vezes para recebermos e percebermos, outras para darmos e agirmos, tudo é necessário, mantenhamos nosso estado de fluxo, e gratidão, e sintamos a diferença.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Artigos PEAhttps://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en españolEnglish version

Aprovando-nos desde dentro em 3 passos

version en español English version

Na medida em que tenho ido avançando em meu próprio processo de empoderamento pessoal, tenho percebido que há um ponto muito sensível na maneira na que nos relacionamos com o mundo: A Aprovação Externa. Alguns de nós aprendemos que nosso sucesso na vida depende da aprovação externa, do que os outros pensam de nossa vida, de nossos projetos, de nossos relacionamentos, e chegamos a esquecermos um puoco de nossa própria aprovação interna porque não nos conhecemos o suficiente para podermos entender nossos próprios desejos e limites.

De alguma maneira, como escrevi no artigo sobre o ego (clique aqui para ler o artigo completo), todos vivemos num contexto e necessitamos alinhar, pelo menos, nossas ações às leis do lugar em que estamos, pois fazemos parte do coletivo, e, à parte disto, às vezes encontramos expectativas sociais que nos fazem pensar que precisamos ser ou agir de determinada maneira para termos sucesso, mas, como vimos no artigo O que merecemos? (clique aqui para ler o artigo completo) o sucesso é o resultado feliz de um ato, é, simplesmente, chegarmos aos resultados que são mais apropriados para nós mesmos, não implica, necesariamente, casarmos, termos mansões, empresas, carros, filhos, é tão simples como viver nosso presente da maneira mais autêntica e íntegra possível, aprovando-nos plenamente.

Para podermos seguir nosso caminho real conectado com nossa essência, é fundamental que nos conheçamos o melhor possível, pois somos todos diferentes, cada um de nós tem uma estrutura similar, mas as conexões com os acontecimentos, e as reações a elas, variam, desde o que consideramos prazeroso ao que consideramos desconfortável, por isso necessitamos evitar um pouco esse fanatismo por seguirmos referenciais (clique aqui para ler sobre fanatismo), pois só nós mesmos podemos nos conectarmos com a maneira mais apropriada de construirmos nossa própria realidade e para isto necessitamos realmente aprovar-nos desde o interior. Podemos fazer isto aplicando estes 3 passos:

  1. FORTALECERMOS NOSSA CONEXÃO INTERIOR: Para que consigamos isto, é necessário que nos demos um espaço durante o dia para que possamos estar sozinhos, alguns momentos em silêncio para nos sentirmos e nos entendermos melhor, outros fazendo algo do que gostemos e que possamos fazer sozinhos. Ao criarmos este espaço em nosso dia, começamos a perceber novas coisas em nós que expandem nossa percepção e nos permitem nos questionarmos sobre o que está em nossa vida que necessita sair para permitir a prensença de nosso presente de coração (clique aqui para ler sobre conectarmos com nosso coração).

  2. PRIORIZARMOS O QUE NOS TRAZ TRANQUILIDADE: Na medida em que vamos avançando em nosso tempo a sós, percebemos facilmente o que nos traz tranquilidade, esses momentos nos que sentimos que tudo flui, quando trabalhamos, cantamos, escrevemos, desenhamos, brincamos, etc. Quando começamos a priorizar estas ações é mais fácil perceber aquilo em nossa vida que nos tira de nosso centro e não nos traz tranquilidade, assim podemos decidir em consequência para podermos manter um ambiente em que nos sintamos em harmonia e possamos atrair pessoas que estão nessa mesma frequência para construirmos com elas (clique aqui para ler sobre conectarmos com a neutralidade).

  3. CONSTRUIRMOS A PARTIR DE NOSSA ESSÊNCIA: Tendo claro o que desfrutamos, podemos começar a integrar outras ações, sozinhos ou acompanhados, que tenham o propósito de trazer harmonia a nossa vida a partir de nossos talentos e nossa essência. Quanto mais aprovamos a nós mesmos desde o que nos traz tranquilidade em todas as áreas de nossa vida, mais conectados estamos com as pessoas que vibram essa harmonia, melhorando assim nossos relacionamentos de dentro para fora (clique aqui para ler sobre elevarmos nossa experiência).

Conheçamos o que nos permite fluir e amemos isso o suficiente para que nos aprovarmos seja nossa única opção. Quando nos aprovamos, estamos expressando que confiamos em nós mesmos e assim podemos tomar as decisões mais apropriadas para nossa própria vida. Nos aprovamos totalmente?

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en español English version

Entendendo as Polaridades como Experiência Pessoal

version en españolEnglish version

Neste planeta experimentamos várias coisas, dentre elas as polaridades. Percebemos pessoas e situações diferentes que nos fazem pensar que nós não podemos ser de uma maneira ou de outra, mas, é sério ou é apenas uma história que nos contamos para nos sentirmos melhor com nós mesmos no contexto social no que estamos que nos indica un caminho específico?

Para continuar, é necessário que nos respondamos as seguintes perguntas:

  1. Somos tão bons ou ruins como pensamos?
  2. Alguma vez temos desejado o mal ou o bem a alguém?
  3. Temos sido às vezes preguiçosos e às vezes trabalhadores?
  4. Temos nos sentido às vezes tristes e às vezes felizes?

Ao respondermos estas perguntas, percebemos que, ao longo de nossa vida, temos usado as polaridades como recursos, o que nos faz humanos, pois ser bom ou ruim é apenas um ponto de vista no contexto em que vivemos, e entendermos isto é essencial para ajustarmos nossa personalidade a cada momento de nossa vida.

Entre cada polaridade podemos ter diferentes graus, agora um poco mais, depois um pouco menos, e às vezes ate chegamos aos extremos. Às vezes insistimos em dizer que somos de uma determinada maneira, mas, na verdade, desde que nascemos temos transformado, em algum grau, cada uma das polaridades existentes, para nos adaptarmos ao meio em que vivemos da maneira mais harmoniosa possível. Podemos ter passado de momentos de mais sorrisos a outros de mais seriedade, de vicios a abstinências, de relacionamentos limitados a livres, de comermos qualquer coisa por fome a sermos rígidos com a nutrição, etc.

Todo momento de nossa vida tem uma mudança, seja por ação ou reação, e depende de nós reconhecer isso para podermos usá-lo de uma maneira mais assertiva. Por exemplo, se cada vez que alguém não faz o que queremos, nossa reação é gritar, ao percebermos que também existe a raiva em nós podemos buscar um jeito diferente de canalizá-la, neste caso podemos reflexionar sobre o motivo pelo qual temos essa expectativa e buscar uma forma alternativa de fazermos as coisas para a próxima vez.

Quando entendemos que depende de uma decisão pessoal ajustarmos o grau de polaridade em cada momento de nossa vida, percebemos que a mudança é constante e que todos podemos aprender a fazê-lo de um jeito mais consciente e construtivo, entendendo o que há por trás de cada uma de nossas reações.

Cada um de nós usa os recursos que possui de acordo a seu contexto cultural e familiar, sejamos mais compreensivos e compartilhemos outras perspectivas, pois apenas cada um de nós pode conectar-se com a medida apropriada das polaridades em nossa vida, seguindo nosso coração, através da integridade (clique aqui para ler sobre conectarmos com nosso coração).

Lembremos-nos de que ao tendermos para uma polaridade estamos alimentando o outro extremo, existe um por causa do outro para criar harmonia, e que ao tendermos para a neutralidade a construção é mais sólida, pois a energia se integra e se potencializa através do estado de fluxo.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Artigos PEAhttps://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en españolEnglish version

Conectando-nos Com Nosso Coração

version en español English version

No artigo mais recente, aprendemos sobre como sublimar nossa experiência através do nosso mundo mental, criativo, sexual e emocional (clique aqui para ler sobre sublimação), e estas questões estão totalmente ligadas à nossa conexão pessoal com o nosso coração.

Nosso coração é nosso guia, sempre que vivemos em calma, fazemos o que nos traz paz, nos concentramos em nossos talentos e permanecemos em nosso próprio estado de fluxo, nos sentimos naturalmente alinhados com a vida mesma. No momento em que nossa mente se alinha com a nossa verdadeira natureza e desejo, aqueles que respeitam os nossos próprios limites e sonhos através da calma das nossas interações, vivemos uma vida mais coerente, porque é o momento de grande satisfação que existe como uma consequência da aceitação total de quem somos. Para aprendermos através do amor, é necessário que nos conectemos com o nosso coração e continuemos colocando toda nossa intenção nisso (pensamento, sentimento e expressão).

Para nos conectarmos com nossos corações, é importante que possamos trabalhar nossa própria coerência para alcançarmos nossa auto-suficiência pessoal. A coerência pessoal é a consequência de uma avaliação consciente do desejo do nosso coração, do que realmente gostamos de fazer, para podermos integrá-lo no presente e no nosso contexto, e construirmos bases sólidas para o nosso desenvolvimento em todas as áreas da nossa vida. Cada momento, e cada passo com mais consciência e certeza, nos fortalece de dentro para fora, fazendo com que se potenacialize nosso poder pessoal, tornando-nos autossuficientes, através de nosso próprio talento, e contributivos para nos conectarmos com os talentos dos outros, para construirmos uma sociedade consciente e sustentável.

Ententendo que a nossa realidade vivida do coração é a medida apropriada entre receptividade e atividade em todas as áreas da nossa vida, podemos nos fazer as seguintes perguntas para nos conhecermos um pouco melhor e agirmos de acordo:

  1. Com que tipos de seres fluimos?, com jovens, com cães, com plantas, com crianças, com seres microscópicos, com nossa familia, com nosso par, com nossos amigos, etc. Há muitas opções que podemos considerar para entendermos um pouco mais sobre o que trazemos em nosso coração como talento principal.

  2. Quais são as atividades com as que mais fluimos durante o dia?, há muitas atividades com as que podemos fluir como cozinhar, cantar, limpar, cuidar, escrever, ler, viajar, etc. É importante que saibamos realmente que é no que fluimos fazendo, essas atividades nas que perdemos a noção do tempo porque nos conectamos totalmente com elas, sobre tudo as integradas aos tipos de seres com os que mais fluimos.

  3. O que poderíamos fazer que nos gere ingressos e nos permita fluir? Aqui necessitamos integrar tudo com o que fluimos e colocá-lo no contexto em que nos encontramos. Por exemplo, se fluimos mais com as crianças e fazendo música, podemos iniciar un projeto de música para crianças no parque de nosso bairro, que, de acordo com nossa própria experiência, pode expandir-se ou permanecer onde foi estabelecido. Lembremos-nos de que tudo o que nos faz fluir pode ser remunerado, pois é um serviço que estamos prestando através de nosso talento, nossa paixão e nosso investimento de recursos para fortalecê-los.

Nosso coração só nos leva ao longo dos caminhos que conhecemos em todos os níveis, onde estamos mais conscientes do terreno em que pisamos, então sempre que tivermos uma decisão importante, respiremos profundamente e pensemos em cada uma das opções que temos calmamente, o que nos gere mais paz de espírito é o que estamos preparados para enfrentar com todas as consequências que pode gerar. Lembremos-nos de que, mesmo que não conheçamos as leis, elas aplicam em todos os momentos, vejamos as consequências que tem gerado nossas reações ao longo da vida (na área de relacionamentos de casal, de amigos, de família, do trabalho, da escola, etc.) e saibamos mais sobre as leis do lugar onde vivemos, assim podemos tomar decisões cada vez mais assertivas e construtivas para nós mesmos.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com

Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en español English version