Arquivo da tag: conhecimento

ENERGIZAR: Construção Presente

Sempre é tempo de ampliarmos nossa percepção e conhecermos mais sobre nossos próprios processos energéticos, pois só quem conhece sua própria energia pode tomar as decisões mais apropriadas para construir desde sua paz interior.

Tenho escrito este livro durante meu próprio processo de identificação daquilo que me energiza no presente e que, consequentemente, me leva a investir minha energia da maneira mais apropriada possível desde meu propósito de contribuir como indivíduo social desde minha paz.

Nas quase 20 páginas, encontramos informação que podemos integrar para nos fazermos mais conscientes do uso de nossa própria energia desde nossas emoções até nossa nutrição.

Lembrando de que cada uma de nossas decisões constrói nosso destino, entendemos a importância de tomarmos decisões alinhadas à nossa paz, pois é desse jeito que entre todos construimos a paz mundial que queremos. Energia, nutriçao, respiraçao, decisões, tomada de decisões, investimentos, indivíduos sociais, paz, conhecimento, emoções, presença

Tomada de Decisões

Tudo em nossa vida requer uma construção através de diferentes processos integrados, por isso, a tomada de decisão é essencial, pois decidimos a cada momento sobre tudo, portanto, cada decisão é parte de uma construção completa. Uma tomada de decisões mais consciente para construirmos paz, começa com uma decisão simples: Decidimos conectar fora com aquilo que corresponde com a nossa paz dentro. Quando estamos conscientes de que desde a decisão mais simples, como levantar o deitar, até a mais complexa, como uma mudança de país, está construindo constantemente o que experimentamos em nossa realidade, percebemos a importancia de conhecermos de verdade aquilo que ressoa com nossa paz interior. Ultimamente, tenho decidido tomar cada decisão no presente. Isto tem mudado muito a maneira em que me relaciono comigo mesma e com o mundo, pois cada momento depende de minha paz, daquilo para o que estou preparada desde minha própria sabedoria. O que neste momento pode ser um NÃO, em 5 minutos de reflexão pode se tornar um SIM, e o que pode ser um SIM neste momento, em um segundo pode ser um NÃO, pois, fora estarmos preparados, tudo tem um tempo apropriado para ser expressado. Para nós, que queremos construir um mundo em paz, estas dicas são uma forma de conectarmos mais com nosso presente e decidirmos de acordo com essa paz interior que queremos expressar na Terra:
  1. Para identificarmos como sentimos a paz dentro de nós, fechamos os olhos e pensamos na paz. Percebemos como nos sentimos, como sentimos nosso corpo. Este é nosso estado pessoal de paz, uma bússola apropriada para expressarmos nossa paz interior e construirmos a paz exterior.
  2. Cada decisão tomada, em todo momento, desde nossa paz, nos leva pelo caminho do aprendizado ao nosso próprio ritmo, então, sabendo como sentimos a paz dentro, podemos pensar nas opções disponíveis e escolher aquela com a que sentimos nossa paz. Se dentre as opções ainda nenhuma nos faz sentir paz, tomemos um tempo para refletirmos e percebermos outras opções.
  3. Nossa mente e nossa expressão também podem estar alinhadas com a paz que sentimos, portanto, percebendo como nos sentimos quando pensamos ou expressamos algo, podemos começar a implementar outras maneiras de pensarmos e nos expressarmos.
Só nós sabemos o que é apropriado para nós, pois só nós podemos sentir a afinidade com nossas opções no momento presente. Assumindo a responsabilidade pela tomada de decisões em todo momento, percebemos que podemos contribuir, de maneira assertiva, na construção de uma sociedade em paz e sustentável. Tudo está em constante transformação, por isso é essencial mantermos uma conexão presente com nossa paz. Quando tomamos todas nossas decisões desde nosso sentimento de paz, percebemos outras possibilidades que conectam nossa realidade com nossa paz interior.

O Caminho se Faz Mais Curto Quando Temos Conhecimento

version en español

English version

A impotência é algo que todos temos vivido alguma vez na vida, a questão é, o que temos feito ao senti-la? Sempre temos opções, algumas vezes temos nos congelado ao não sabermos o que fazer, mas outras, talvez, decidimos aprender um pouco mais sobre a situação para entendermos a maneira de fazermos algo diferente, pode ser desde algo simples como abrirmos uma garrafa até algo mais complexo como os relacionamentos pessoais, a verdade é que cada vez que adquirimos mais conhecimento, e o integramos à nossa realidade, mais curto se faz o caminho para conseguir o que nos propomos.

Para construirmos uma cultura que dê valor à importância do conhecimento e da experiência, precisamos entender que todas as situações “milagrosas” (que prometem dinhero, sanação, etc.) sem a mudança de hábitos, e de maneira “confortável” e rápida, são um engano a longo prazo, pois pode ser que o que se deseja aparentemente se consiga, mas pode se tornar um problema de novo com o tempo. Se hoje temos determinada condição física, econômica ou de relacionamentos, é porque nossas próprias decisões têm nos levado a elas, se resolvermos tudo mágicamente e continuarmos com a mesma mentalidade, o mesmo nível de conhecimento e tomando o mesmo tipo de decisões, o mais provável é que essas condições apareçam de novo, e o fazem para ensinar-nos a entendermos que o conhecimento é essencial para nosso desenvolvimento e para que avaliemos a maneira em que nos comportamos, podemos considerá-la correta, mas a vida nos mostra o contrário.

Para entendermos e integrarmos a ideia de adquirirmos conhecimento, e aplicá-lo à nossa experiência, vejamos alguns indicadores de que estamos aprendendo a agilizarmos nossos próprios processos através desse aprendizado:

  1. ESTADO DE FLUXO: Permanecemos neste estado enquanto fazemos tudo de coração, cada situação que se apresenta podemos usá-la como uma lição para transformarmos o que estamos fazendo, seja ajustando o rumo ou aprendendo algo que nos permita expandir nossas atividades. Por exemplo, no ambiente de trabalho, fluindo em nossas tarefas, podemos encontrar novas ferramentas para agilizarmos o processo e transmiti-las a nossos colegas. Nos relacionamentos alguma situação, ou conversa, pode levar a conhecermos melhor à outra pessoa para melhorarmos a dinâmica da vida a dois. Sempre é possível aprendermos, basta querermos (clique aqui para ler sobre conexão com o coração).

  2. INTEGRAÇÃO: Se percebermos com atenção, há muita informação que chega a nós durante o dia, e grande parte dela pode ser muito valiosa para nossos próprios processos, mas para isto necessita ser integrada. Sempre que encontramos informação, seja qual for a fonte ou o assunto, podemos nos questionarmos sobre como isso se encaixa no que estamos vivendo no momento presente. Na medida em que vamos conectando-nos mais com a informação que recebemos e exercitamos a integração, agilizamos nossos processos e conseguimos transmitir de maneira mais fácil nossas contribuições. Todos somos mestres e alunos (clique aqui para ler sobre Empoderamento Pessoal).

Tudo tem seu tempo, então quanto mais presentes estivermos (clique aqui para ler sobre mantermos a mente no presente) mais fácil é integrarmos o que necessitamos para construirmos, pois está o tempo todo no que vivemos, no que percebemos, no que criamos. O momento perfeito é agora, umas vezes para recebermos e percebermos, outras para darmos e agirmos, tudo é necessário, mantenhamos nosso estado de fluxo, e gratidão, e sintamos a diferença.

Com amor,
Ángel

version en español

English version