Pais Construtivos: 6 passos para ter um relacionamento assertivo com os filhos

version en españolEnglish version

Para que os relacionamentos sejam construtivos necessitam investimento de tempo e comprometimento das pessoas que estão neles, sem importar seu propósito ou sua natureza. Pais, irmãos, tios, avôs, netos, primos, amigos, companheiros, professores, alunos, namorados, esposos, clientes, empresas, etc, podemos melhorar nossa vida observando como nos relacionamos e avaliando a construtividade de nossas interações (clique aqui para ler sobre relacionamentos construtivos).

Quando nos colocamos no lugar da outra pessoa podemos ter uma perspectiva um pouco mais ampla e objetiva do que está acontecendo, pois conseguimos ir além dos títulos que temos que nos levam, muitas vezes, a agir desde o que pensamos que representam, sem levar em conta que somos muito mais que isso. Como filhos ao nos colocarmos no lugar de nossos pais, entendendo que fazem o melhor que podem desde sua perspectiva, que têm nos ensinado a viver neste mundo, através de sua experiência, e que suas emoções e seus miedos impulsam em grande parte a maneira em que interagem conosco, nos faz ser mais conscientes de que como filhos podemos ser melhores apenas trabalhando-nos a nós mesmos. Não precisamos tentar mudar às pessoas, nos sentirmos bem com nossa própria evolução e trabalho pessoal é suficiente para que todos ao redor conheçam coisas novas que podem ajudá-las a transformarem-se a si mesmas.

Sabemos que como filhos temos a oportunidade de criar harmonia com nossos pais (clique aqui para ler sobre filhos conscientes) e é importante que como pais que somos, ou que queremos ser, também assumamos a responsabilidade por atos que na realidade sejam construtivos para o relacionamento com nossos filhos. Aquí temos 6 passos para expandir nossa consciência como pais para termos um relacionamento mais assertivo com nossos filhos:

  1. Entendermos que os filhos são do mundo e que precisam de um exemplo de consciência, autossuficiência, contribuição e respeito em casa para que possam ser eles mesmos e integrar esse exemplo em sua vida para construir um mundo íntegro.
  2. Criarmos um ambiente em que haja expressão transparente e presência total (momentos em que só haja tempo e espaço para a comunicação familiar).
  3. Conhecermos e entendermos a nós mesmos (emocional, sentimental, física e mentalmente) para evoluirmos constantemente e podermos guiar aos filhos por esse caminho integral.
  4. Sermos coerentes e buscar a maneira mais clara possível de explicarmos aos filhos o que para eles não está claro.
  5. Estimularmos a criatividade dos filhos e enriquecê-la através de novos conhecimentos e experiências.
  6. Ensinarmos através do exemplo a importância da claridade e do foco no que eles querem e a disciplina para agirem de maneira assertiva.

Sermos pais é a oportunidade de crescermos em amor, de nos relacionarmos com outra geração para enriquecermos nossa própria experiência, de construirmos o melhor exemplo possível para que esse legado evolua e toque mais corações. Sermos pais é plantar a melhor semente, regá-la, cuidá-la e deixá-la florescer.

Agradeçamos a nossos pais pelo lindo trabalho que tem feito conosco e nos permitamos florescer para sermos pessoas cada vez mais conscientes, responsáveis e construtivas, e levemos essa construção a nossos filhos.

Com amor,
Ángel

Contato:

Email: empowered.angel@outlook.com
WhatsApp: +57 305 3715480

Artigos PEAhttps://pt.empoweringangle.com/category/angel/
Linkedinwww.linkedin.com/in/empoweredangel
Instagramhttps://www.instagram.com/empowered.angel/
Facebookhttps://www.facebook.com/empowered.angel0/

version en españolEnglish version

3 Comments

Comente